BLOG E SITES

  • LEITORES
  • 6 de jul de 2009

    EQUIPE

    O meio empresarial vem a cada ano descobrindo que a única forma de manter a empresa produzindo com qualidade e em crescimento, é a valorização do trabalho em equipe. E que para valorizar o trabalho em equipe é preciso, por conseqüência, valorizar os integrantes da equipe, que são os seres humanos e não as máquinas.
    A partir dai a liderança e o respeito as regras, de algumas empresas, deixaram de ser impostas.
    O Nosso Movimento Espírita, já há algum tempo vem procurando se aprimorar na forma de administrar a Casa Espírita, onde o trabalho em equipe ganhou ênfase. Também passou a entender que os dirigentes espíritas, não são chefes e muito menos donos de centro, portanto, não são os que mandam, são os que estão com a oportuna tarefa de exemplificar dedicação, renúncia, trabalho, humildade, abnegação, tolerância, solidariedade, compreensão etc.
    Como bem sabemos, equipe tem o significado de grupo de pessoas que juntas realizam algo. Para que a nossa Casa Espírita possa montar equipes de trabalho, lógico que é necessário que haja pessoas para tal finalidade. Ofereça-se!
    Por mais simples que seja a nossa participação na Casa Espírita, todos precisamos a cada dia nos envolver mais com a Causa do Espiritismo, cujo objetivo é o nosso aperfeiçoamento moral e intelectual. Só através desse envolvimento é que vamos nos aperfeiçoar e solidificar a nossa sintonia com Jesus.
    Já eram os tempos que os presidentes de centros espíritas mandavam e os outros dirigentes obedeciam sem nada questionar. Hoje tudo vem mudando. Ou melhor, hoje tudo está mudado. Para que essa e outras mudanças possam permanecer em nosso movimento, é indispensável à participação de todos, através de uma equipe na casa espírita que freqüenta. Cada trabalhador, dirigente e freqüentador formam uma célula do corpo chamado Grupo ou Centro Espírita. Devemos entender que os dirigentes são os condutores das idéias de todos.
    O Centro Espírita é um lar, uma escola de almas que visa afeto, estudo e trabalho.
    O Centro Espírita existe para proporcionar-nos a importante convivência um com o outro.
    Não se iniba, ofereça-se para participar de alguma equipe de trabalho na casa espírita que freqüenta. Essa participação o tornará mais consciente e amadurecido para melhor conduzir sua vida particular.
    A convivência em equipe foi instituída por Jesus, quando aqui viveu com seus doze apóstolos, onde compartilhou a sua visão integral. Devemos, como seguidores de Jesus, na casa espírita que freqüentamos sempre contribuir, no maior número possível de reuniões e tarefas, como, também compartilhar, sempre que possível nas reuniões de dirigentes e trabalhadores, com a nossa opinião, visão, idéias etc.
    Quando olhamos uma roupa bem confeccionada, lembramos sempre de quem a confeccionou, não é? Se pararmos para pensar, que antes dessa roupa ser propriamente uma roupa ela foi um tecido que sozinho, sem a participação da linha, da agulha e de outros apetrechos, jamais seria a roupa que é hoje, com certeza participaremos mais.
    A linha separada é apenas uma linha, assim também é a agulha, o tecido e os demais apetrechos de uma roupa, como também o é um centro espírita e ou um dirigente espírita.
    Alguns provavelmente dirão: Eu já participo! Outros se perguntarão: O que faço é suficiente? Posso fazer mais? Fica aqui uma sugestão: Pense mais, no seu dia-a-dia, na Casa Espírita que freqüenta. Com certeza essas e outras respostas virão.
    Ninguém faz nada sozinho.
    Não existe participação simples. Todas são importantes.

    grupo espírita lar meimei meimei