BLOG E SITES

  • LEITORES
  • 20 de abr de 2011

    SOBRE DEUS - UMA REFLEXÃO POÉTICA




    José Antonio da Cruz



    Comparo este artigo a uma obra de arte, onde para encontrarmos a essência contida nas particularidades de cada pincelada, cada tom e expressão é preciso que haja uma entrega do observador, somente assim conseguiremos meditar em tão profundas argumentações.

    Permita-me recitar Casimiro de Abreu, em sua obra: As Primaveras.

    [...]
    DEUS!
    Eu me lembro! eu me lembro! – Era pequeno
    E brincava na praia; o mar bramia
    E erguendo o dorso altivo, sacudia
    A branca escuma para o céu sereno
    E eu disse a minha mãe nesse momento:
    “Que dura orquestra! Que furor insano!
    “Que pode haver maior que o oceano,
    “Ou que seja mais forte do que o vento?!”
    Minha mãe a sorrir olhou p’r’os céus
    E respondeu: – Um Ser que nós não vemos
    “É maior do que o mar que nós tememos,
    “Mais forte que o tufão! Meu filho, é – Deus!”

    Dezembro – 1858.