BLOG E SITES

  • LEITORES
  • 14 de mai de 2010

    COBRANÇAS DE TAXAS

     
    Acompanhei com interesse a polêmica instalada sobre cobrança de taxas em eventos espíritas, depois li as  infelizes colocações do tal Alamar. Já havia lido alguns artigos desse cidadão. Tive o ímpeto de responder , mas sinceramente achei que seria uma perda de tempo porque ele materializa o joio misturado com o trigo. Os argumentos que utiliza á priori poderiam justificar qualquer objetivo. Porém meu caro Hessen que a sensatez possa ser uma conquista de pessoas que saibam por meio do estudo e do discernimento analisar essas figuras que povoam qualquer religião e principalmente a Doutrina Espírita. Porque presenciamos hoje a necessidade do barulho . Parece que estamos com urgência de convencer  por uma prática de proselitismo aos moldes do modelo evangélico da pior espécie ou seja na base dos louvores histéricos.Vejo essa visão até em pessoas que admiro e gosto. Precisamos de grandes eventos para atingir a massa. Estão preocupados com quantidade esquecidos da qualidade. Quem disse que número proporcionará alguma reforma moral em massa?Como escreveu Emmanuel  que as mudanças ocorrem no recesso do ser sem constrangimento . Realmente temos que escolher a melhor parte. Fico pensando que ao optarmos por essa pureza doutrinária incompreendida pela maioria e ao meu ver até pelos dirigentes da FEB que é nossa casa maior  fica a sensação que somos estranho no ninho, não porque somos iluminados, e você conhece a luta que travo no meu íntimo -- sabe perfeitamente disso, mas esse  comportamento de plumas e paetês não encontra ressonância em almas ávidas como a nossa de coisas mais profundas O que eu indago meu caro Jorge é que esse  modo de atuar no movimento espírita está presente nos maiores expoentes de nossa abençoada doutrina. Pode ser até que o maior objetivo de fato seja a mensagem consoladora para o coração, o entendimento da existência que a fé racional propicia. Mas fica  aquela questão, então modelos populares de exposição de uma religião devem ser copiados? Porque  é o que estamos presenciando. Recebi  muitos e-mails sobre o Congresso do centenário de Chico. Acredito que aquela mensagem recebida pelo WagnerPaixão é o enorme cisco crístico compadecido de nossas limitações trazendo palavras confortadoras para renovar nossos caminhos. Mesmo ali, não sei se você observou ele utiliza a palavra elitismo no movimento espírita. Ás vezes acho uma incoerência, se posso achar alguma coisa, esses conteúdos lindíssimos com as atuações de instituições e grandes oradores. Tudo é um convite para a prática do bem e que o bem prevaleça. Creia é um prazer sempre imenso de abrir esse e-mail e ver seus artigos e tanto conteúdo rico para ler. Que  Nosso Pai nos conserve em paz.
    Abraços C.......





             
    Caro C.........
    Que possamos servir ao projeto espírita com fidelidade ,  ainda que sejamos um estranho no ninho, conforme você lembra e acrescenta que o conhecimento profundo requer um perseverante trabalho.
    Não  destacamos se esse ou aquele expoente da Doutrina  atende ou não ao  Código de amor que o Evangelho propõe, não  de bom alvitre fazermos isso. Que cada um atenda aos ditames da própria consciência. A verdade é internalizada  de acordo com a sinceridade de  cada irmão que busca os princípios espiritas.
     Que possamos seguir adiante , buscando equilíbrio, estudando mais e trabalhando por um Espiritismo mais simples e repleto de consolação para que  sociedade seja mais harmônica.
    Obrigado por suas palavras-incentivo.
    Abraços .
    Jorge Hessen