BLOG E SITES

  • LEITORES
  • 13 de jun de 2010

    Epilepsia



     Oi, meu nome é E, Sou de Brasilia e resido em outro país. Acabo de ler um artículo que você fala sobre o tratamento espiritual da esquizofrenia junto ao tratamento psiquiatrico. Meu irmão , de 20 anos, há um ano atras, teve sua primera crise. Os doutores dizem que foi uma crise esquizoafetiva, mas ele tinha alucinações auditivas e visuais. Todos os sintomas que ele teve com as investigações que fiz eram de esquizofrenia. Foi uma etapa muito dificil. os sintomas pra falar a verdade tinham muito tempo já se manifestando, mas nós não notavamos, pois pensavamos que eram coisas pequenas da adolecencia. Quando os sintomas foram ficando mais fortes a gente notou, e sentiamos que era meio tarde, pois ele chegou a cometer atos até mesmo suicidas. Foi internado, e recebeu tratamentos durande 2 meses. Saiu super bem, outra pessoa, voltou a estudar e as suas atividades normais em questao de poucos meses. um ano depois, bom agora nesses ultimos dias, os sintomas voltaram a aparecer. Não sabemos exatamente se ele tinha alucinações, pois fazia um esforço enorme pra que nós não notassemos, tinha medo de ser internado outra vez. Mas o comportamento dele já dizia tudo. Movimentos motores estranhos, um olhar diferente, obscuro, negativo, uma energia completamente diferente, falando coisas muito sem sentido, mas fazendo o esforço maximo pra que a gente não notasse. Antes de que fosse tarde, levamos ele outra vez a clinica, e internaram ele de novo.  o médico tem previsto de que na semana que vem ele ja pode sair. a gente ve ele duas vezes na semana e ele se encontra bem. A crise dele voltou, mesmo tomando os remédios. Os primeros sintomas que foram aparecendo foi mesmo a falta de vontade de continuar suas atividades normais. foi abandonando pouco a pouco tudo se afastando dos amigos até que chegou a um ponto de ficar em casa sem fazer nada o dia inteiro e sem dormir, pensando....
      Já pela minha parte pessoalmente, quando os sintomas dele agora voltaram, ele não estava aqui no pais. estava no Brasil passando uns dias. eu vim antes, e somente notava que ele nao estava dormindo, essa foi a ultima coisa que vi nele quando voltei pra ca.
        Tive um pesadelo horrivel quando estava sozinha aqui em casa enquanto minha familia estava no Brasil.
        Foi um sonho, na minha cama. No sonho eu estava dormindo e acordei com um presentimento de que havia alguem caminhando pelo corredor de casa sem parar. eu nao queria abrir os ollhos, porque tinha medo de que fosse verdade e nesse sonho passei um bom tempo lutando: queria acordar dele, mas tinha medo de abrir os olhos e ver o que eu estava sentindo. A minha mente, via uma silueta no corredor. Era a silueta do meu irmao. Acordei assustada e chorando. Não queria que isso voltasse a acontecer. No outro dia de manhã, minha mae me liga dizendo que queria adiantar a passagem, porque meu irmão estava muito extranho, ela queria que ele visse seu médico urgente.
        Quando ele chegou aqui, a primeria noite, não dormiu, e assim, exatamente como o sonho que tive aquela noite antes de que eles chegassem, ele passou a noite inteira caminhando pelos corredores da casa sem dormir. Senti como se estivesse voltando pra tras, naquele tempo de sua primeira crise, foi horrivel, sem palavras. Aquele não era meu irmão, pra mim era outra pessoa. Até a voz dele era diferente, parecia outra pessoa...
    Entendo que seu tratamento tem que ser seguido ai pé da letra com os medicamentos e tratamentos psiquiatricos e muitas atividades durante o dia para que nao fique em ocio... mas gostaria muito de saber tambem se o problema dele é espiritual. Tenho quase certeza de que sim. são muitas coisas, que se eu explicasse tudo, teria que escrever um livro. Queria poder conversar com alguém que estivesse disposto a conhecer toda a historia e assim poder nos ajudar.
        Queria entender o tratamento espiritual para a esquizofrenia. Minha relação pessoal com Deus é muto fiel assim como por parte de minha família. Não creio que nosso problema seja a falta de ir a igreja como todos os religiosos dizem. Deus está em todas as partes e sua relação com cada ser humano é pessoal, independente de religião e costumes.
        Mas sinto que há alguma coisa que falta pra gente conseguir tirar essa energia em nossa família, em meu irmão. Nos afeta a todos, e cada vez que essas coisas acontecem, tudo muda completamente em casa. É muito dificil explicar tudo exatamente ao pé da letra em uma só carta. Existem psiquiatras que trabalham o problema espiritual mutuamente? Como poderia conhecer melhor sobre isso?
        Espero que você possa ler esse mail um dia, e com carinho entender nossa situação.
        Abraços.
        E.....

    Prezada E........
          Li com muita atenção o caso de seu irmão.  Identifico cada detalhes por ter vivenciado com ente querido quadro semelhante. A grande diferença é que já como espírita convicto tomamos a decisão do tratamento médico (físico) e espiritual.  Não podemos desprezar  o serviço médico,
    de forma alguma,  é imprescindível alargar horizontes. Dentro de uma análise psiquiátrica seu irmão  apresenta  o diagnóstico da esquizofrenia. Tivemos o cuidado de antes de responder a você  ler algumas pesquisas e nem na área médica  consegue-se um consenso quando se começa, o que é de fundamental importância para eclodir os sintomas. Difícil mesmo e extremamente doloroso é ver e viver com alguém nesse estado, mas não podemos perder a esperança. As suas intuições , minha cara É.., não são desprovidas de lógica e coerência, ao contrário ,pode ser o caminho reconstrutor para seu irmão. Apenas tem que ter o cuidado para não dispensar o tratamento médico. Se você estivesse em Brasília, porque eu moro  na capital do país, indicaria onde levá-lo. Qual Centro que tem estrutura para tal tratamento  sem misticismos e de nossa confiança. 
    E o restante da família, como vê o quadro? Já que está longe, pode ir lendo para você tirar suas próprias conclusões , pois pareceu-me muito madura e de profundo amor com sua família. O que teve no sonho foi com certeza apenas  uma intuição , porque sabe que nos desligamos temporariamente por intermédio do sono, deve ter vindo ao Brasil e presenciou  a luta de sua mãe com seu irmão , sendo vivenciado em sua casa posteriormente.
    Muitos livros abordam o problema da obsessão, Que bom! pois me diz que sua família tem fé. Muitos sofrimentos que passamos na vida não é por falta de fé, precisamos vislumbrar outros horizontes. A Terra é um planeta de expiação e provas. Todos, indistintamente estamos matriculados nessa escola abençoada aprendendo alguma coisa cada qual no seu nível evolutivo , adquirindo  virtudes, crescendo  na plenitude da existência. Se você acessar o serviço de busca no google e escrever Divaldo  Franco, palestras, verá , ouvirá e se emocionará com esse tema abordado pelo inspirado orador,. O  tribuno baiano tem escrito uma série de livros sobre a questão envolvendo esquizofrenia e obsessão.
    Sentirá a importância da oração, essa força invisível que nos revigora diuturnamente para as lutas cotidianas. Pode e deve continuar nos escrevendo para que possamos juntos orar em prol de seu ente querido e possamos acompanhar como ele está. Inscreva-me o nome dele a fim de levarmos para um tratamento de irradiação à distância.
    Sigamos confiante na justiça divina certos de que o Pai conhece nossas  necessidades e jamais nos desampara. 
    Receba o meu fraternal abraço e permaneça na paz de Jesus.
    Jorge Hessen