BLOG E SITES

  • LEITORES
  • 17 de jun de 2010

    VESTUARIO DURANTE O SONO FÍSICO


     Senhor Jorge Hessen
    Quando durmo, saio do corpo em desprendimento parcial, né? Se eu "tiver" dormindo peladão, o perispírio vai aparecer pelado, onde eu for, não é, uai? Mas mesmo que eu "teja" dormindo de roupa, no desprendimento, o perispírito também leva minha roupa? Roupa também tem alguma espécie de perispírito?
    T.....


    Prezado T.....
    Sobre a questão proposta da sua narrativa a mim enviada,  cremos que não temos boa  consciência do que ocorre conosco durante o sono. Se valorizássemos a preparação psíquica (através da oração) antes de nos entregar ao sono, certamente efetuaríamos conquistas fantásticas nos recessos da mente. A realidade, contudo, é que não nos preparamos adequadamente para dormir, sobretudo, quando a pessoa é jovem. Infelizmente, quase todos nos valemos do sono, inconscientemente, para sair à busca de “prazeres” menos dignos. Afrouxam-se as autodefesas, e determinados impulsos que são “controlados/disciplinados” quando  em vigília (acordados), no transcorrer do sono são extravasados perigosamente, por falta de educação espiritual.
    O maior número dos desprendidos do corpo, pela influência do sono, permanecemos aprisionados em  círculos de baixa vibração em face dos nossos péssimos condicionamentos mentais principalmente na área da erótica. Nos círculos espirituais, muitas vezes,  se arquitetam pesadíssimos dramas que se consolidam no  campo físico, isto porque antes se concretizam nas dimensões do além durante os sonhos,  tais como (traições/adultérios), prostituições, pedofilias, atos incestuosos, enfim, terríveis crimes têm nos círculos do além as suas matrizes e, segundo André Luiz, se não fosse a constante intervenção socorrista dos Espíritos protetores  acontecimentos mais trágicos estarreceriam as criaturas na Terra.
    Sobre a questão do uso de roupa "perispiritual" durante o sono,  é oportuno refletir  que muitos podemos exteriorizar os fluidos  mentais plasticizantes que nos são peculiares. Embora a mente não comande as moléculas físicas do vestuário de que nos servimos no corpo físico durante o sono, mas podemos usá-las, ou não segundo as circunstâncias  e nossas inclinações morais no mundo extrafísico.
    Lembremos que normalmente as pessoas usam roupas específicas para dormir (pijamas, shorts, baby doll, camisolas, ropaos, robis). Porém, quando  estamos semilibertos do corpo (no sono) é comum apresentarmo-nos envoltos apenas em certo tipo de “túnica”. Todavia, se nossa mente está centrada para a vida sensual da matéria,  certamente teremos o desconforto de surpreender-nos no corpo perispiritual ora desnudos , ora com roupas íntimas “provocantes”,  o que denotará nossa condição de necessitados de mais exercício  de oração e vigilância no dia a dia.