BLOG E SITES

  • LEITORES
  • 16 de ago de 2011

    UMA VIAGEM INESQUECÍVEL



    Fomos ao Triângulo Mineiro a fim de conhecer o museu Chico Xavier em Uberaba, proferir palestra em Sacramento e visitar José Tadeu Silva, da cidade de Araxá. Em seguida partimos para o interior de São Paulo, a fim de realizar palestras em Ituverava e Batatais. Em Araxá, conversamos com o iluminado José Tadeu Silva, um espírita simples, de família humilde, que desde criança pratica a caridade, visitando os doentes acamados nas periferias, banhando-os e fazendo curativos, dedicando-se aos necessitados em tempo integral.
    Eleusa Hessen, Tadeu e Erika Hessen

    Tadeu fundou a Casa do Caminho (1) e um hospital que presta relevantes serviços de saúde, atendendo a demanda populacional de Araxá e região.(2) Construiu a Casa de Orações com capacidade para acomodar em média 1000 pessoas. Trata-se de um salão de palestras públicas, com piso de terra batida (isso mesmo, TERRA BATIDA!) que permite uma atmosfera de igualdade entre os ricos, pobres, cultos, analfabetos etc.
     

    Eleusa Hessen, Tadeu e Jorge Hessen
    O Missionário de Araxá, com sabedoria e serenidade, transmite sempre uma mensagem de esperança e alento aos corações que o procuram. A todos abraça PESSOALMENTE (aliás, um abraço que é um verdadeiro passe magnético).(3) Após a palestra, a instituição conta com uma farmácia dirigida por voluntários para distribuição gratuita de remédios fitoterápicos. E, para o auxílio no tratamento das doenças espirituais, conta com uma biblioteca pública com mais de 5000 livros.
     
    Jorge Hessen e Heigorina Cunha
    Em Sacramento, onde fizemos uma palestra, conhecemos o presidente do “Batuira”, Marcos Aurélio, um espírita extraordinário, que há muitos anos vem aliviando as dores de muitos irmãos.
    "Quarto de Euripedes" (Rinaldo e Jorge Hessen)
    Fomos à Chácara Triângulo, onde estão construídas a Casa Assistencial Meimei, Centro Espírita Casa do Caminho, QUARTO DE EURÍPEDES (onde Eurípedes Barsanulfo cuidava dos enfermos).
    Heigorina Cunha e Jorge Hessen
    Conversamos com Heigorina Cunha, sobrinha do apóstolo de Sacramento, conhecida como “Sinhazinha” – uma mulher extremamente simples, bondosa, inteligente e humilde. Ela é autora dos desenhos que descrevem como são algumas cidades espirituais, inclusive a cidade espiritual “Nosso Lar”. 


    Centro Espírita Casa do Caminho/Chacara Triângulo
    Seus desenhos foram feitos segundo suas observações realizadas durante suas saídas do corpo (desdobramento), em março de 1979, conduzidas e orientadas pelo espírito Lucius.(4) 
    Seus desenhos foram esclarecidos e legitimados por Chico Xavier, confirmando que realmente se tratava da cidade “Nosso Lar”. No ano 2010, os desenhos serviram de inspiração para a criação da cidade retratada no filme “Nosso Lar”.

    Palestra em Ituverava - Euripedes e Jorge Hessen

    Palestra em Batatais (Eleusa, Beth, Jorge e Ademar)
    Em Ituverava e Batatais percebemos muita harmonia, e após sete dias de viagem o resultado superou as expectativas e robusteceu as nossas convicções sobre o Movimento Espírita. 
    Palestra em Sacramento - Rinaldo, Marcos Aurelio, Jorge, André Luiz
    Deparamos nessas localidades (interior de Minas e São Paulo) com um Espiritismo verdadeiramente cristão, um Espiritismo incorruptível, um Espiritismo iluminado pelo exemplo de confrades e confreiras humildes, fraternos e trabalhadores.

    Testemunhamos uma prática doutrinária, aliás, bastante desigual do movimento espírita de algumas grandes cidades, onde são planificados eventos “espíritas” (congressos, seminários, encontros fraternos, simpósios) não gratuitos, não raro transformados em espetáculos de oratórias, em que se destacam mercadores ambulantes (mascates), que vendem suas palestras a preços “modestos” e as suas publicações literárias para supostas obras sociais, ou ainda, palestras musicais cujos artistas vendem CD’s e DVD’s ao final da apresentação.
    Espiritismo não gratuito

    Tudo isso nos faz refletir sobre os milhares de espíritas sem muita cultura, humildes, desempregados e pobres; quando concebemos que o edifício doutrinário se mantém firme em face do amor desses lídimos e pouco conhecidos baluartes do Evangelho, impossível não nos entristecermos quando se comercializa Espiritismo e se trombeteia os excessos de consagração das elites culturais.
    A compleição elitista nas atividades doutrinárias tem exposto a dogmatização dos conceitos espíritas na forma do Espiritismo para pobres, para ricos, para intelectuais e para incultos. Todavia, não se pode esquecer que devemos estudar a Doutrina junto com as pessoas mais humildes, social e intelectualmente falando, e deles nos aproximarmos com simplicidade, sem cobrar nada.
    Sinceramente, não conseguimos compreender a Doutrina dos Espíritos sem Jesus e sem Kardec para todos, com todos e ao alcance de todos, a fim de que o projeto da Terceira Revelação alcance os fins a que se propõe. Não se pode distanciar do povo. É preciso fugir da elitização nas hostes espíritas.
    Devemos esquadrinhar a prática espírita pela simplicidade doutrinária e evitar tudo aquilo que lembre castas, discriminações, evidências individuais, privilégios injustificáveis, imunidades e prioridades. É necessário que os líderes espíritas compreendam e sintam que o Espiritismo veio para o povo; por isso mesmo é importante estudar a Doutrina Espírita junto com as massas. Ou será que nossas casas espíritas só devem explicar o Evangelho aos intelectuais, endinheirados e famosos?

    Jorge Hessen
    http://jorgehessen.net


    Referências:

    (1)    A Casa do Caminho era o nome do lugar onde os apóstolos de Jesus, liderados por Pedro, cuidavam de diversos necessitados. O livro Paulo e Estevão, de Emmanuel/Chico Xavier, faz várias referências a esta Casa. Foi o primeiro e melhor modelo para conduzirmos nossas Instituições Espíritas hoje.
    (2)           Visite o portal do Hospital http://www.casacaminho.com.br/index.htm
    (3)           As palestras na Casa de Oração são frequentadas por caravanas de todo   Brasil
    (4)    Os desenhos poderão ser encontrados nos livros “Cidade no Além” e “Imagens do Além”, todos de autoria de Heigorina Cunha.