BLOG E SITES

  • LEITORES
  • 17 de ago de 2009

    DO ABORTO



    Lúcia : Boa tarde, meu nome é Lúcia e tenho lido sobre seus artigos e gostaria de saber se vc tem algum artigo ou opinião de como uma mulher como eu, que fez um aborto e se arrepende deve fazer para conseguir reparar um pouco do que fez, de como deve seguir a vida tendo um pouco mais de paz.


    Jorge Hessen: Prezada irmã
    Quando a consciência faz uma censura e mostra uma imperfeição, sempre se pode melhorar, mas Deus não tem em conta um arrependimento estéril, sempre fácil, senão, aquele que toca, profundamente, a alma. Ah! minha irmã, lamente aquele que não conhece o mérito do sacrifício e o prazer de ver os felizes que pode fazer. Portanto, faça o bem que estiver ao seu alcance em favor do próximo, pois o amor, que dispensar aos mais necessitados, cobre uma multidão de pecados.


    Lúcia : Sendo seguidora da doutrina da umbanda tive que fazer isso, pois fui obrigada e não tinha e ainda tenho meios de sustentar essa criança sozinha. O mais triste disso tudo é que eu usava métodos de anticoncepção e não pude evitar isso, que é o que mais me angustia nisso tudo, não ter sido capaz de evitar o sofrimento desse ser.



    Jorge Hessen: Só quem tem Poderes para julgá-la, minha irmã, é Deus. Você tem, no entanto, um futuro à sua frente que jamais se fecha, e Deus, que não quer senão o bem de suas criaturas, acolhe sempre o arrependimento sincero e o desejo de se melhorar nunca é estéril.

    Lúcia : Na verdade, escuto muitos programas espíritas sobre isso e num deles até já ouvi falar que esse espírito mais cedo ou tarde acaba por vir a encarnar sendo filho dessa mãe na existência vigente. Gostaria de saber se isso é verdade, pois me animei a ter esperanças no futuro.

    Jorge Hessen: Minha irmã, quando o sucesso de uma coisa está assegurado, ninguém se preocupa mais com ela. Portanto, invoque a assistência de Deus e dos bons Espíritos para que suas esperanças não, somente, fiquem restringidas a um futuro, mas que as tenha asseguradas desde já em seu espírito. Crie o hábito de, uma vez por semana, fazer o Evangelho no Lar e ore por esse espírito que foi vítima do aborto. Uma vez reconciliados, quem sabe Deus lhes dê nova chance? Para Deus nada é impossível, mas, para nós, só se houver merecimento.

    Lúcia : Obrigada pela atenção
    Lúcia
    Jorge Hessen: Meu site, minha irmã, onde encontrará artigos que escrevi sobre o tema:
    http://jorgehessen.net/
    Muita Paz!