BLOG E SITES

  • LEITORES
  • 20 de ago de 2009

    PALESTRAS


    Arnaldo: Prezado Jorge Hessen
    Muita paz
    Meu amigo, estou com uma dúvida, e quando me encontro em dúvida sobre assuntos relacionados à Doutrina Espírita, costumo recorrer aos seus conselhos, pois conheço e confio no seu posicionamento e conhecimento ante a prática espírita.
    A minha dúvida de hoje está relacionada à questão de palestras públicas. Eu tenho feito algumas palestras em determinadas casas espíritas aqui na minha região (entorno), e agora estou sendo solicitado para fazer esse tipo de estudo nos Centros de Umbanda, inclusive estão querendo me incluir numa programação mensal. A minha preocupação maior (posso até está errado), é que ao fazer esses estudos no ambiente de Umbanda, não venha fazer com que as pessoas pensem que aquelas práticas pertencem à Doutrina Espírita.
    Gostaria de saber a sua opinião e outras mais a respeito desse assunto, o mais peço a Jesus que sempre te ilumine, te fortaleça nesta luta que empreendes em favor da pureza doutrinária.
    Abraço fraterno
    Arnaldo


    Jorge Hessen: O dom da oratória é uma bênção de Deus, quando usado para fins sublimes. Esse estudo da Doutrina Espírita que você está inclinado a fazer nos Centros de Umbanda, a convite de um irmão, é uma contribuição de valor inestimável para aqueles que lá freqüentam. Sabemos que a discordância ideológica pode gerar algumas dificuldades, mas o mais importante está expresso nos livros da Codificação: amor, serenidade, humildade, equilíbrio e firmeza. A prece é o que nos protege contra as investidas do mal, pois, em se tratando de Espíritos, em qualquer local onde se pratique a caridade, há sempre aqueles que não estão sintonizados com o bem. Seria importante que esse tipo de reunião não fosse realizado em local destinado às manifestações mediúnicas, ou seja, preservar, em sinal de respeito às entidades que lá se concentram, o espaço onde acontecem os trabalhos do Centro.
    Não receie quanto a confundir as mentes entre o que você irá expor sobre a Doutrina Espírita e as práticas que pertencem à Umbanda. Quanto a isso, você está, suficientemente, preparado para lhes mostrar a diferença entre uma e outra. É uma oportunidade preciosa para que a visão futurista de Kardec se concretize, não tão tardiamente, mas a tempo de unir essa grande família, a que chamamos de “humanidade”, a um só pensamento, ou seja, à consistente Doutrina dos Espíritos, antes que a influência perniciosa do mundo se instale, em definitivo, entre os povos.
    Já várias pessoas estão fazendo esse trabalho nos Centros de Umbanda, a convite dos próprios fundadores, como já tenho conhecimento de vários umbandistas que estão estudando a Doutrina Espírita por conta própria. Portanto, meu irmão, siga em frente nessa missão e que Deus o abençoe.
    Fraternalmente
    Jorge Hessen