BLOG E SITES

  • LEITORES
  • 16 de out de 2009

    PRETO VELHOS, INDIOS IGUALDADE ETC...


     
    M....: Outra coisa: a AM....... que é uma sociedade religiosa que congrega negros mandou seu representante aqui, o C.... (já o divulguei) solicitando que eu abra mais uma vez espaço para ele falar de possíveis atos racistas quando, naquela palestra você coloca, de forma brilhante, que a interferência de um "preto velho ou de um índio", numa sessão, não deveria ser visto como um espírito inteligente e que há na doutrina quem não aceite intervenções espirituais de "espíritos menores". O C.... pediu para falar sobre a igualdade espiritual no "nível superior, em outros estágios da vida espiritual". Caso você  queira participar (por telefone), vc mandaria (por e-mail) as perguntas para o C.... e eu faria quando da gravação do programa que será na semana que vem. Será para a TVWEB ........ Isso, se você  aceitar, claro. Aqui comigo estará também o H....., espírita, cuja esposa é  obreira diária.

    Um abraço,

    M......

    Jorge Hessen: Prezado M.....

    M...., sobre o assunto “preto-velho” não tenho pergunta a fazer ao ínclito irmão C..... No entanto reflito com você o seguinte: É importante que eu deixe claro que Espíritos que tenham encarnado como pretos-velhos, índios, caboclos, etc., ou em condições comuns, como nós outros, muitos deles possuem uma inteligência surpreendente, apesar de ignorantes quanto à Doutrina dos Espíritos, pois inteligência nada tem a ver com cultura ou conhecimento espiritual. São Espíritos que “creem saber mais do que realmente sabem e nos podem iludir sobre suas capacidades e iluminação interior.” (LE Capítulo I, Escala Espírita) Há outros que não possuem uma brilhante inteligência, mas são bem intencionados, muito embora não tenham, igualmente, conhecimento do que nos ensina a Doutrina dos Espíritos, podendo iludir, facilmente, aqueles com quem se comunicam nas sessões espíritas, pois Espíritos esclarecidos não mais se apresentam como pretos-velhos, índios, caboclos, etc. Sabem que estagiaram no mundo físico nessas condições, mas que não necessitam, na espiritualidade, cultivar essas impressões. Portanto, meu irmão, não é tão difícil identificar, nas comunicações, o grau de elevação de um Espírito, pois alguns possuem a ciência, outros, a sabedoria e a bondade e muitos ainda possuem todas as más paixões.

    Não aceitar manifestação de Espíritos pouco evoluídos é um absurdo, pois são irmãos nossos necessitados de amparo e esclarecimento. Espírita que não se presta a servir o próximo, como Jesus nos ensinou, está mais necessitado do que qualquer outro, pois “a mais meritória virtude é aquela que está fundada sobre a mais desinteressada caridade. Tal é o sentido das palavras de Jesus: Amai-vos uns aos outros, como irmãos.” (LE Capítulo XI) Igualdade espiritual só existe em relação aos caracteres gerais, as diferenças principais do conjunto, pois cada individualidade é um universo à parte.
    Att
    Jorge Hessen