BLOG E SITES

  • LEITORES
  • 21 de fev de 2010

    SOBRE HOMOSSEXUALISMO

    El........: Irmão, boa tarde. Vou fazer hoje a palestra do título acima e li a revista seu artigo. Gostaria que o amigo lesse as questões 582-5823-583-a. questões 695 e 696.773-774-775. Questões 203 a 518. Gostaria também que o amigo lesse o capítulo 06, Destino e sexo, da obra Loucura e obsessão, de Divaldo Franco.
    Amigo, espírito não tem sexo; nascemos em corpos femininos e masculinos para aprendermos experiências nos dois campos. Assim, quando passamos de uma reencarnação no masculino para outra no feminino, haverá certa adaptação; outro caso é de espírito que pede para reencarnar num corpo físico diferente de sua atuação tendência para fins de preservar sua "missão"; o terceiro caso, descritos por Emmanuel em Vida e sexo, é o de espírito que falhou nas atividades de sexo e nasce com sexo psíquico diferente do sexo físico: expiação. Estes terão de abster-se da prática  do sexo para se reeducarem. Ninguém, portanto, nasce homossexual e sim com dificuldades no campo sexual, necessitando de amor, evangelho e disciplina para caminhar, como todos precisamos. Agora, fazer apologia do casamento entre homossexuais, como infelizmente muitos espíritas vem fazendo é lamentável, pois tal posição nada tem de espírita. As trevas, sutilmente, vem banalizando o assunto em filmes, novelas, teatro e muitos não perceberam...Respeitar a pessoa em tal situação, tratar com respeito e amor, ajudar a compreender a situação para que ela caminhe sim: agora tratar do assunto com a superficialidade com que temos visto no movimento espírita, jamais; Querem parecer modernos, mas nada fazem do que tratar de algo sério com a ciência espírita como guia.
    Abs El.....

    Jorge Hessen: Prezado irmão, frente aos seus argumentos, concluo que nós, os heterossexuais, também, teríamos que nos abster da prática do sexo para nos reeducarmos. Sim, meu irmão, pois há incontáveis heterossexuais muito mais comprometidos que muitos homossexuais. Como distingui-los, apenas, pela diversidade psíquica?  Deus instituiu as Leis Morais, “assegurando a todos o direito de participar do “Seu Reino”, isto é, da luz e da verdade. Todos nós somos Espíritos que gemem e sofrem por faltas pretéritas; muitos já voltam seus olhares para elas, mas nenhum de nós as tem em profundezas”; portanto, não julguemos para não sermos julgados. “Já reparou nas grutas guarnecidas de estalactites e de alvíssimos cristais e nas galerias subterrâneas das minas de diamantes? Todas as suas riquezas se acham imersas na sombra. Nada revela o esplendor que ali se oculta”. Portanto, mais uma vez, não julguemos pelas aparências, porque nenhuma discriminação, seja de cor, sexualidade, religião, etc., será capaz de impedir o curso natural da evolução de cada ser pensante.” “A aplicação do sexo, ante a luz do amor e da vida, é assunto pertinente à consciência de cada um." Rever conceitos é fundamental para não confundirmos “ser espírita” com “ser espírita-cristão”.
    Fraternalmente,
    Jorge Hessen