BLOG E SITES

  • LEITORES
  • 8 de mar de 2010

    NASCIDO E CRIADO EM LAR CATÓLICO E EVANGÉLICO

    Jo......: Bom dia!!
    Dr. Jorge me chamo Jo.... tenho 31 anos, moro em Goiânia, fui criado basicamente em um lar católico e evangélico, portanto ao amadurecer fui começando a discordar de muitas questões que ate então haviam sido ensinadas a mim, questões como céu e inferno o senhor como uma pessoa tão inteligente tão esclarecida deve saber muito melhor que eu o que eles ensinam, então decidi me aprofundar nos estudos sobre as religiões, e cheguei a uma única conclusão, religiões não salvam ninguém muito pelo contrário só as levam cada vez mais pro buraco, então cheguei finalmente ao estudo da doutrina espírita onde cada vez que leio algo a respeito admiro cada vez mais, em 3 meses de estudo já encontrei muitos artigos muitos livros bons, que já li e estou lendo um deles é uma obra psicografada por Chico Xavier chamada NOSSO LAR, e agora estou me aprofundando no Livro dos Espíritos, porem algumas questões fico em duvida e lendo uma matéria no DM hoje encontrei mais uma fonte de pesquisa que é o seu blog, como tem seu email então pensei que talvez o senhor pudesse me esclarecer algumas duvidas, será que posso contar?
    Abraço
    Jo......


    Jorge Hessen: Prezado irmão
    Quando as coisas têm que acontecer, nada é empecilho. Você nasceu em um lar, onde duas vertentes religiosas o acompanharam desde o berço e, ao chegar à fase adulta, decide por explorar outros valores éticos com teor religioso, certamente por força do seu raciocínio lógico. Nem todos estão prontos para a Doutrina Espírita, porque, alicerçados em velhos conceitos, temem serem excluídos do Reino dos Céus.
    A Doutrina Espírita é uma religião natural, contrária aos excessos de todo gênero. É uma doutrina que consola e moraliza, e não ensina a “culpa” como forma de atemorizar.
    Portanto, meu irmão, vá em frente sem receio algum, pois é a Providência Divina que o convoca a participar das benesses do Espiritismo.
    Estou às suas ordens para esclarecê-lo no que for possível.
    Fraternalmente,
    Jorge Hessen