BLOG E SITES

  • LEITORES
  • 25 de jul de 2010

    CAMINHO DO AMOR MAIOR

     
     
    Jorge, tudo bem? Meu nome é S...., sou advogada, moro em O., tenho 39 anos, mãe de 3 filhos, esposa e espírita. Achei seu site quando procurava sobre a relação entre espiritismo e as impefeições genéticas. Li quase tudo o que escreveu e ainda lerei mais, se Deus quiser, pois gostei demais do seu site. Eu me tornei espírita há pouco tempo. Pra lhe falar a verdade, o espiritismo que me acolheu, pois eu o estudava imparcialmente, no intuito de conhecê-lo e acabei me tornando espírita de oração, espontaneamente. Estou ainda estudando as obras básicas de Kardec, lendo as obras do Chico Xavier que pude comprar (e pretendo comprar todas). Concordo com você no que li, sinto que, de alguma forma sempre fui espírita, mesmo tendo descoberto há pouco tempo a afinidade com a doutrina. Há ainda muitas dúvidas que tenho e sei que o estudo irá me ajudar a solucinar tudo, com certeza. Eu gostaria de saber se você, por gentileza, poderia me ajudar a esclarecer uma questão. A pena de talião, no espiritismo, tem relação com a escolha do espírito que esteja moralmente ´preparado para escolher alguma prova ou expiação? O que vem a ser exatamente a pena de talião e quando ela é aplicada no espiritismo? Também gostaria de saber se as doenças são relacionadas ao perispírito, pois sabemos que este traz marcas tanto da evolução quanto das imperfeições humanas. Qual é a relação da pena de talião com as deformidades ou doenças genéticas? Desculpe-me a confusão que faço, pois sou ainda estudante e sinto uma necessidade constante de aprender cada vez mais. Sei que o assunto é complexo, que há muito o que aprender. Por favor, você poderia me ajudar a esclarecer essas dúvidas?
    Sou-lhe muito grata desde já e gostaria de lhe dar os parabéns pela sua lucidez e pelo amor e convicção que demonstra ter pelo espiritismo, além de contribuir com muito zelo para a divulgação dessa bênção de Deus que é a doutrina espírita.
    Um abraço.
    Muita Paz!
    S...........




    Prezada Simone

     Graças a Deus tudo bem conosco.

    Que bom que você escolheu o caminho do amor para encontrar uma resposta lógica da vida. À medida que estudamos os bons livros espiritas conseguimos ,com mais facilidade , compreender e respondermos os senões e causas do fenômeno do existir. Mas nunca subestimando  os ensinamentos do Cristo , pois a Doutrina Espírita nos oferece uma riqueza de conteúdos filosófico, científico e religioso , porém  entre a filosofia que indaga e a ciência que pesquisa , o aspecto religioso (Evangelho) nos oferece uma diretriz que vitaliza o nosso olhar para a existência como um todo.
    A lei de talião (legado da antiga Mesopotânia)podemos  substituí-la  pela lei de causa e efeito. O que plantamos no passado colhemos no hoje e  o presente refletirá o nosso amanhã tudo isso fincado ao aximoma do Mestre que disse: “amor cobre uma multidão de pecados”.
    Muitos não aceitam a reencarnação porque convebem ser um  círculo interminável  e injusto em que o mal sempre teria que acontecer para que outrem venha a quitar suas dívidas. Não é assim que funciona os mecanismos da Justiça Divina. Há uma profunda beleza pelo prisma  das vidas sucessivas nos dando uma resposta harmônica em tudo o que ocorre, por mais contraditório que nos pareçam. Ao (re)nascermos trazemos no períspirito as matrizes das doenças, das deficiências, da beleza física,  da inteligência etc  
    Estive no início de julho no sul do país e um confrade  estava abordando o tema sobre reencarnação. O oradoe é  médico, trabalhou com a terapia de vidas passadas e contou ao público que certa  vez recebeu um casal jovem, e chamou sua atenção o amor do esposo para com sua companheira. com artrite reumatóide deformante. Havia percorrido vários especialistas e não encontrara refrigério. Estavam lá diante do médico espirita,  esperando  os socorros  possíveis, mas na condição de praticante de catolicismo e  muito sincera na sua fé para obter uma melhora. O Médico. Usou a hipnose e a transportou para uma vida passada. Soube-se que a jovem suicidara se jogando nos trilhos de um trem em movimento. Muito interessante na historia narrada pelo orador é que a jovem não conseguiu se curar, nem se tornou espírita mas mandou avisar  ao médico que conseguira resignar-se diante de sua doença e que compreendia porque sofria intensamente.  Isso ajudou-a o suficiente para prosseguir sua vida com os traumas físicos.
    Enfim, tudo depende de nosso amadurecimento espiritual.  Na verdade ninguém está em regime de exceção ante a Lei Maior , por isso , em face das  nossas  ações e reações vamos construindo ou desfazendo quadro íntimo  do nosso ser.  
    Portanto temos que construir sempre o melhor para nós, para os outros e  para a sociedade. É importante sermos geradores de energias positivas para atrairmos energias favoráveis a fim de que nosso fardo seja mais leve e caminhemos com destemor ainda sobre pedrouços.
     Um grande abraço.
    Jorge Hessen
    Saudações,
    Jorge Hessen
    www.jorgehessen.net
    www.jorgehessenestudandoespiritismo.blogspot.com
    www:leitoresdojorgehessen.blogspot.com/
    www.espiridigi.net