BLOG E SITES

  • LEITORES
  • 6 de ago de 2010

    ASSUNTOS DIVERSOS





    Sr. Jorge,
    Realmente eu concordo. Acredito que uma mudança na nomenclatura seria pertinente.
    Interessante a abertura do seu e-mail justamente hoje pois pensava a respeito.
    Concluí : Tenho orgulho em ter tido a oportunidade nessa vida de conhecer a doutrina espírita. Muito orgulho. Me apresento como espírita sempre.
    Porém, sinto que as vezes tenho certo receio em me dizer espírita pelo fato de ser confundida como "macumbeira".
    Por favor, não discrimino qualquer tipo de seguinto religioso. Não é isso. Como estudiosa da doutrina respeito todas as religiões como aliás tem que ser sabemos. Talvez fosse menos desgastante  para todos nós mudarmos o nome em benefício inclusive de uma maior difusão da doutrina de uma forma correta como tem que ser.
    Sou adepta e me coloco a disposição para discutir o assunto.
    Saudações fraternas
    M....

    Prezada H.......

              A realização  do censo 2010  veio corroborar o que eu há algum tempo havia colocado não para   causar impactos  aos adeptos de nossa abençoada Doutrina que seria a mudança de Espiritismo para Kardecismo ,inclusive, com o respeito máximo pelo insígne  codificador Allan Kardec. Não somente para clarear a  nomenclatura mal interpretada  e dirimir   conceitos deturpados  que realmente cansamos de ouvir  . umbanda, mesa branca,macumba etc mas para  dar  à Doutrina  a reverência e o respeito que toda religião merece.,principalmente a Doutrina Espírita  que é o Consolador  prometido por Jesus,Portanto , creio que nossa preocupação tem fundamento  e é fruto de nossa sinceridade em defender esse imenso tesouro colocado em nossas vidas.



    abs Jorge Hessen










    Olá....


    Eu tenho umas dúvidas em relação ao Espiritismo. Vocês podem me ajudar?


    Li o Livro dos espíritos, mas alguns trechos são meio confusos:


    Alguns trechos do livro:


    300 Dois Espíritos perfeitamente simpáticos, uma vez reunidos, o serão pela eternidade, ou podem se separar e se unir a outros?


    – Todos os Espíritos são unidos entre si. Falo daqueles que atingiram a perfeição. Nas esferas inferiores, quando um Espírito se eleva, já não tem mais a mesma simpatia por aqueles que deixou para trás.


    302 A identidade necessária para a simpatia perfeita consiste apenas na semelhança de pensamentos e sentimentos, ou ainda na uniformidade dos conhecimentos adquiridos?


    – Na igualdade dos graus de elevação.


    Comentário: Analisando essas duas perguntas. Na 300 diz que quando um espírito se eleva ele já não tem a mesma simpatia por aqueles que deixou para trás. 302 a simpatia consiste no grau de elevação. Exemplo....eu amo (amor verdadeiro mesmo) meu filho. Mas se no mundo espiritual  eu evoluir e ele não (como diz na pergunta 300) eu posso deixar de ama-lo e me afastar??? Ou então meu amor estará condicionado apenas ao meu grau de elevação (302)??? Seguindo essa ordem , então o amor NÃO é eterno....certo? Porque o Espiritismo então diz que a morte não destrói os laços de família?


    Obrigado e aguardo resposta


    C..........





    Prezado E.....

         Gosto muito de estudar a Doutrina , por isso no seu questionamento sempre será um prazer dar continuidade à aprendizagem.
    Analisemos, pois: O capítulo das relações simpáticas e antipáticas  entre os espíritos vai da pg.291 a 303.. Quando um espírito se eleva não tem mais a mesma simpatia por aqueles que deixou para trás preste atenção nas esferas inferiores. Isso é perfeitamente compreensível para o alcance de nosso olhar. Há em nós esses sentimentos.  Simpatizo profundamente com fulano, mas ao conviver com as más tendências, a maledicência, as palavras amargas dele  vão  corroendo  essa simpatia. E passamos a ter cuidado com essa pessoa, a simpatia já não predomina como antes. Portanto, não pode ser simplificado" eu  consigo um patamar superior espiritualmente falando  e vou-me embora.
    Observe  dentro do mesmo tema na pg.297 se as afeições sobreviverão aos laços carnais, os espíritos respondem afirmativamente desde que estejam vinculadas aos laços espirituais,  sem estarem subordinadas aos caprichos terrenos.
    Temos hoje com a série André Luiz e vários livros de Emannuel desde  romanceado até os mais temáticos como "Sexo e Vida"  uma demonstração de que ao adquirirmos algum êxito na vida terrena estaremos sempre dispostos a dar a mão aos que mais amamos e não conseguiram lograr sucesso na jornada física.
    Tudo depende do grau de elevação como responderam os espíritos porque lemos que no socorro espiritual de alguns desencarnados  estes por estarem sintonizados com seu mundo de egoísmo, ódio, mágoa não conseguem enxergar nem mesmo a presença de uma mãe amorosa, ou esposa e filha dedicadas, mesmo assim o socorro acontecerá. Então , meu amigo, o amor que temos por qualquer ser humano nos imantará um ao outro.
    É da lei que sejamos unidos naquilo que nos façam felizes.
    abs 

    Jorge hessen












    Caro amigo, uma ajuda doutrinária: uma companheira residente aqui no setor oeste, pediu para eu emitir uma opinião sobre o cap. 23, item 7 e 8, do ESE, sob o título: "Deixar aos mortos o cuidado de enterrar seu mortos"; pois que não a entendeu em sua forma textual no ESE ou em outros autores. Pedi que enviasse para seu email, recebeu? Caso negativo, por favor queira emitir sua opinião sobre tais itens que passarei para ela. 





    Fraternalmente,





    D........

    Prezado D.........

              O texto não deixa dúvida para outra interpretação  a não ser essa de que a verdadeira vida é a espiritual. Inclusive enfatiza a questão de que não estaria incentivando um desrespeito filial, mas ensinando que nossa vida terrestre é efêmera para idolatrarmos cadáveres, restos mortais que irão desintegrar-se e virar pó. Acredito com plena convicção  viabiliza a continuidade   dos sacrossantos laços espirituais porque mesmo com os ausentes da Terra estarão unidos pelo amor.Isso é profundamente consolador.Li recentemente ou melhor reli. Contos e apólogos do Irmão  X(Humberto de Campos) em que ele descreve um encontro com um amigo no Dia de Finados. O quanto esse amigo sofre e fica ali perambulando em volta do jazigo de sua filha adorada que morrera muitos anos antes. Muítissimo interessante . O que é um cemitério? Vale a pena ler. Respalda com profundidade "Deixai os mortos enterrar seus mortos".


    abs


    Jorge Hessen