BLOG E SITES

  • LEITORES
  • 28 de jan de 2011

    FANTASIAS NOS CENTROS ESPIRITAS




    Jorge,
    Acabo de receber, repassado por uma amiga, a matéria sobre ESPÍRITAS ESCRAVIZADOS A SÍMBOLOS, MITOS E FANTASIAS?

    Simplesmente espetacular. Meu marido, já desencarnado e eu, frequentamos o Centro .................próximom de onde moramos.

    Foi muito dificil encontrarmos um lugar onde as bases e caminhos possam ser igualados aos que você descreve na matéria citada. Antes do C Espírita ....frequentamos alguns outros que também se diziam espíritas porém cursos, palestras, estudos eram deixados em segundo plano para utilizarem-se de oportunidades para estarem sempre presentes na midia local. Preto velho, imagens e defumadores misturavam-se a Reiki, desobsessões coletivas e outras atividades que nos deixavam em dúvida se estávamos mesmo frequentando o centro que procurávamos.



    No atual, além da postura, da simplicidade e da caridade dos frequentadores, encontramos finalmente cursos sérios de Aprendizes do Evangelho, Curso do Livro dos Espíritos, Passes, Expositores e outros, além de laborterapia e outras atividades voltadas à comunidade, carente ou não.

    Vou repassar sua matéria a alguns membros da casa e peço a gentileza de, se puder, colocar-me no seu cadastro de envio de mensagens para que eu possa divulga-las aos meus contatos.

    Que Deus o abençoe por essa matéria tão bem explicada e tão bem posicionada.

    Abraços fraternais

    V..................




    V.............

    É lamentável a falta de bom senso na prática mediúnica, orientada por excessiva vaidade e arrogância dos dirigentes mandões. A adoção de práticas bizarras, ou não afinadas com a simplicidade e pureza dos trabalhos espíritas, comprometem a essência e o objetivo da organização Espírita, e desorientam seus freqüentadores e assistidos. Por isso, insistiremos nesse tema, quantas vezes forem necessárias, até que os ditos "centros espíritas" retomem a sua real finalidade, ao invés de ludibriarem os inocentes assistidos com Reiki’s , luzes coloridas (cromoterapias), para higienizar auras humanas(!!!!!!!) Têm centros que "engarrafam", a amarram com “cordas fluídicas (!)”literalmente, os obsessores. A que ponto chegamos! Não é sem razão que, lamentavelmente, vez ou outra, ouvimos dizerem: - Eu era espírita, mas...

    Nas atmosferas planálticas (Brasília e arredores), o apelo místico é irresistível. Difunde-se, por aqui, uma tal desobsessão por "corrente magnética", com um rosário de extravagantes proposições (prática "inventada" No Distrito Federal, por grupos que seduzem empolgados "filantrópicos de carteirinha", através do apelo assistencialista, inoculando estranhas práticas doutrinárias), como, por exemplo, a magnetização "desobsessiva" para afastar Espíritos, nos mesmos moldes como se espantam moscas varejeiras das feridas expostas. Para que se concretize esse objetivo, recorrem à varinha de condão do "choque anímico" (!?), através do qual os enfermos se "libertam" dos obsessores, consoante prometem seus praticantes. Tudo isso, nada mais é do que uma tremenda 'propaganda enganosa'!
    Há as inusitadas piramideterapias; gatoterapia (?) (conheço uma pessoa que possui cinco gatos em casa e crê, fervorosamente, que os bichanos irão "atrair" as energias negativas, livrando-a dessas forças malignas, imaginem); cristalterapias; apometrias, e mais uma infinidade de pias, para todos os gostos. Isso, sem deixar de citar que, no mosaico místico de Brasília, aplica-se, até, passes magnéticos nas paredes dos centros para "descontaminá-las" dos maus fluidos.
    Então tudo o que digo no artigo que leu não estou inventando , são práticas que mais parece de manicômios.

    Já listei o seu nome na lista de amigos, minha irmã.

    Obrigado por ajudar-me a difundir esses temas.
    Jorge